Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘gestão ambiental’

Por Wilson Gunther Kunde

A crise energética de 2001, que demonstrou a fragilidade do setor elétrico, fez crescer em todo o país o sentimento de economia desta fonte. Mesmo com muitas campanhas de economia de energia, poucas empresas se atentam para esse importante assunto.

O custo com energia elétrica nas indústrias em alguns casos supera a folha de pagamento, tranformando-se em grande vilão que pode afetar a competitividade da empresa.

Podemos afirmar com segurança que a energia elétrica é vital ao bem-estar do ser humano e ao desenvolvimento econômico no mundo contemporâneo. A racionalização do seu uso possibilita melhor qualidade de vida, gerando conseqüentemente, crescimento econômico, emprego e competividade.

Uma política de ação referente à eficiência energética tem como meta o emprego de técnicas e práticas capazes de promover os usos “inteligentes” da energia, reduzindo custos e produzindo ganhos de produtividade e de lucratividade, na perspectiva do desenvolvimento sustentável.

Equipamentos e processos obsoletos, utilizados ainda hoje nas indústrias, têm uma grande parcela de responsabilidade pelas perdas de energia. Do ponto de vista operacional, econômico ou ambiental as perdas trazem prejuízos para toda a cadeia produtiva.

Vantagens e benefícios da economia de energia

Melhora a produtividade e competividade das empresas.

A otimização energética muitas vezes pode ser um ponto de partida para a modernização tanto de instalações prediais como de processo industriais levando ao aumento do volume de produção com o mesmo consumo de energia.

Melhoria do ambiente de trabalho e da segurança.

Incremento da motivação e participação dos colaboradores devido à melhoria do ambiente, com adequação de instalações e equipamentos aos novos processos de trabalho.

Ações práticas

O setor industrial é responsável por aproximadamente 46% do consumo de energia elétrica no Brasil, do qual somente os motores absorvem 51% da energia consumida. Quando se trata de reduzir desperdícios e economizar energia, as principais recomendações incluem otimização do sistema motor-equipamento, substituição de motores superdimensionados, correção do fator de potência baixo e redução dos picos de demanda.

Motores

– Verifique se existem motores superdimensionados e tente adequá-los.

– Quando for substituir motores, sejam queimados ou superdimensionados, utilize motores de alto rendimento

– Desligue os motores das máquinas quando estas não estiverem operando.

– Faça manutenções preventivas periódicas.

– Verifique se os dispositivos de partida estão adequados.

Iluminação

-Utilize lâmpadas mais eficientes e adequadas para cada tipo de ambiente. A lâmpada de vapor de sódio, por exemplo, é mais eficiente do que as lâmpadas de vapor de mercúrio ou as mistas.

-Utilize reatores eletrônicos de boa qualidade.

– Utilize luminárias espelhadas para lâmpadas fluorescentes.

-Abuse de recursos que aumentem o aproveitamento da iluminação natural: telhas translúcidas, janelas amplas, tetos e paredes em cores claras.

-Ligue a iluminação somente onde não haja iluminação natural suficiente e desligue-a sempre que as dependências estiverem desocupadas. Mantenha ligada apenas a iluminação que contribua para a segurança do local.

-Divida os circuitos de iluminação, de tal forma a utilizá-los parcialmente, sem prejudicar o conforto.

Os mesmos cuidados devem ser aplicados a refrigeração, equipamentos elétricos em geral, ar comprimido, fornos elétricos, bombeamento de água entre outros.

Existem programas vinculados ao Ministério da Minas e Energia, executado pela Eletrobrás com os seguintes objetivos:

-Combater o desperdício de energia elétrica

– Estimular o uso eficiente e racional de energia elétrica

– Proporcionar benefícios à própria sociedade

– Aumentar a competitividade do país

Ações

– Otimização de sistemas motrizes industriais através de convênios com as Federações de Indústrias.

– Capacitação laboratorial através de convênios com universidades federais

Para maiores informações acesse http://www.eletrobras.gov.br/procel

Comece pelas pequenas ações de custo menor e planeje a médio prazo ações mais eficazes para a redução de consumo. O investimento na maioria dos casos se paga em pouco tempo.

Wilson Gunther Kunde

Consultor – Sebrae/PR

Read Full Post »

Por Boris Hermanson

O que é Sustentabilidade?

 

Podemos definir sustentabilidade como o conjunto de práticas adotadas que visam a diminuir os impactos gerados pelas atividades humanas que poderiam prejudicar o meio ambiente. 

 

Este conceito pode e deve ser adotado em relação às atividades empresariais, inclusive nas micro e pequenas empresas. 

sustentabilidade

  (mais…)

Read Full Post »

Por Maria Cristina Alves

A ISO 14001-SGA é uma certificação ambiental com normas específicas que está ajudando a criar uma política ambiental no Brasil.

 

Os pequenos negócios tem cada vez mais se preocupado com a questão do meio-ambiente. Mais do que marketing, tem sido constante o desenvolvimento de uma consciência ecológica. E isto tem feito diferença tanto na estratégia de competitividade do negócio quanto na qualidade de vida do local onde o negocio esta instalado.

 

A pequena empresa também poluí o meio ambiente. Muitas delas produzem fumaça e resíduos, possuem esgoto, entre outros problemas.

 

E o que deve fazer o empresário?

(mais…)

Read Full Post »