Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pequenos negócios e a crise’

Por Reinaldo Miguel Messias

Sempre se ouve que crises existem para superação.

São oportunidades para a empresa realmente avaliar sua força criativa e capacidade de exploração de mercado.

Ouve-se também que um dos fatores para o sucesso da empresa está relacionado com a capacidade de planejar

Planejamento prévio de objetivos e implementação de ações realizadoras.

Difícil mesmo é juntar planejamento e crise num processo decisório que traga resposta.

Mais que encontrar resposta, seja encontrar uma solução adequada ao desafio que a empresa atravessa

É o plano “b”, a saída alternativa previamente pensada.

É pensar e responder o famoso “e se,…” de forma responsável.

Retrata o amadurecimento da empresa e o domínio do negócio por parte do empresário.

O foco está em saber que empresa vive mais de ações que de planos.

Planos só mudam a  empresa quando saem da gaveta!

Sair da gaveta é decisão!

Ações mudam rumos para o bem (lucro) ou para o mal (prejuízo)!

Decisão certa no tempo certo resulta em sucesso! O contrário gera esforço e desgaste.

Permeando todo o processo de planejamento estão as tomadas de decisão!

Planejamos para evitar impacto ou, conviver ou, tirar proveito de uma situação de crise!

Planejamos com foco em crise no ambiente externo á empresa ou no ambiente interno.

Planejamos com foco em recursos tangíveis como dinheiro, matéria prima, espaço ou intangíveis como competência, tendência ou oportunidade!

Decisão está em escolher o “ou” adequado para um momento!

Planejar, então, é uma atividade perene, dinâmica e circunstancial!

Planejamento é temporal Tem durabilidade e validade!

Planejamento deve ser de resposta imediata para garantir a sobrevivência do negócio.

Planejamento deve ser duradouro para manter a perenidade empresarial!

Planejamento deve ser visionário para delinear inovações, oportunidades e crescimento.

As ações são reflexos das decisões tomadas no planejamento.

Ações carecem de outras decisões.

São decisões voltadas ao quando, quanto, o que e como fazer.

Enquanto no planejar há muito de estratégia, no agir deve haver muito de operação!

Enquanto no planejar tem muito de dominar o negócio, no agir tem muito de saber fazer a operação!

Empresas que vencem na crise, decidem planejar através de estratégias claras, rápidas e simples.

Decidem direcionar ações para suprir necessidades com diferencial de parceria tanto junto a clientes quanto fornecedores.

Decidem, acima de tudo, serem ágeis, dinâmicas e eficazes.

Decidem planejar e agir com foco em mudança, pois toda crise é um estado puro de tomada decisão e mudança!

Reinaldo Miguel Messias

Consultor SEBRAE SP

Setembro-2009

Anúncios

Read Full Post »